Radiografias Extrabucais

Panorâmica, ATM, Telerradiografia Lateral, Frontal, Carpal, Axial, Radiologia Digital.
Disponível em todas as unidades.

Panorâmica
Permite a visualização de todas as estruturas do complexo maxilomandibular, conferindo portanto sua utilidade em todas as especialidades.

 A ampla cobertura da área examinada, a projeção das estruturas anatômicas com reduzida superposição, além da baixa dose de radiação, são algumas das razões para sua crescente aceitação. A panorâmica é um exame de “check up”.

Planigrafia da ATM
Tem a finalidade de melhor evidenciar o processo condilar em duas posições: abertura máxima (AM) e máxima interdigitação cuspidaria (MIC), em ambos os lados. É especifica para análise da estrutura condilar.

ATM Seriada (Transcraniana Corrigida)
Embora os exames radiográficos das articulações temporo -mandibulares não possibilitem um diagnóstico preciso de disfunção articular, eles contribuem, quando bem avaliados, com informações valiosas sobre a forma, posição, grau de movimento e alteração anatomo -patológico do côndilo e suas relações com estruturas vizinhas. A técnica mais usada é a transcraniana em três posições: abertura máxima (AM), repouso e máxima intercuspidação (MIC), registradas em um mesmo filme, possibilitando a comparação entre os dois lados da articulação.

Norma Axial de Hirtz
É indicada para verificação do seio esfenoidal, parede posterior do seio maxilar e para registro prévio da inclinação dos longos eixos dos côndilos em relação ao plano bimeatal.

Teleradiografia Lateral, Frontal e Oblíqua
Permite mostrar os ossos da face e crânio para avaliação do crescimento, desenvolvimento, relação esqueletal, simetria, estudo de adenóides, processos patológicos e traumáticos. São exames utilizados com freqüência na prática cirúrgica e ortodôntica, como base para análises cefalométricas, tanto manual, como computadorizada. A oblíqua é específica para avaliação do espaço dos pré-molares inferiores.

P.A. da Face
     Utilizada para localização e delimitação de áreas patológicas, de corpos estranhos, dentes inclusos, determinação das direções, extensões e complexidade das fraturas da mandíbula, vistas principalmente no sentido vestíbulo- lingual.

Lateral da Mandíbula
Executada para exame do corpo, ângulo e ramo da mandíbula, indicada principalmente para pacientes que apresentam trismo, para pesquisa e localização de corpos estranhos, delimitação de grandes áreas patológicas, localização de fraturas ósseas, controle pós-operatório e para pesquisa de cálculos salivares no canal de Wharton.

Radiografia carpal – Idade Óssea
     Seu principal elemento de diagnóstico é a maturidade óssea dos ossos da mão e do punho, não apenas o comprimento ósseo. Através dos dados obtidos pelo Dr. Tavano (USP-Bauru) em crianças brasileiras, este recurso fornece ao profissional a curva de crescimento individualizada do paciente, indicando em que etapa do surto este se encontra, bem como quanto tempo falta para o final deste crescimento.

Por: Prof. Perboyre Castelo – Presidente da ABRO. 

Outros Serviços